Cartas do Fim

Foto: Petterson Farias

Ei, tudo bem?

Hoje fui ao show dele, nosso cantor preferido. Aliás, acabei de voltar de lá. Fui com tantos receios que você nem vai acreditar. Ah, não sei… É que quando terminamos, senti um orgulho tão novo pra mim, alegre de ver como as coisas aconteceram, todo esse cuidado que tivemos um com o coração do outro até o derradeiro abraço, sabe?

E essa satisfação toda me anestesiou. Foi como olhar pra baixo, não enxergar o chão e, de repente, cair em rede de circo. Queda amortecida, coração indolor. Ufa! Vivo! Mas hoje, diante da ideia de ter tanto das tuas ruas no meu quintal, com ele cantando os versos que embalaram muito do nosso amor nesses quase quatro anos, tive medo de errar a dança, tropeçar no compasso e estragar tudo. E estragar tudo quer dizer: me entristecer em meio às recordações, ao me remeter à sua cidade, aos seus mares, ao carnaval das suas avenidas, aos momentos bonitos que nos proporcionamos. Só que foi o inverso. Porque você, constatei, é e sempre vai ser uma parte linda da minha vida, um dos trechos mais doces e apaixonados dessa minha jornada.

Olhinhos fechados e outros refrões na cabeça. Pedacinhos da nossa história vagando a cada verso. Doces memórias. Casa de praia. Viagem à Nova York. Seu primeiro dia nas bandas de cá. Meu vício em tudo daí. Teu ‘bom dia’ de estimação. Dezenas de quartos de hotéis… E trocentos novos jeitos de lembrar de você. 

E é por isso que te escrevo agora, assim no susto, quatro e trinta da madrugada, enquanto, aposto, você dorme jogado no sofá da sala, porque chegou em casa, se deitou pra mexer no celular e se esqueceu de levantar. Digitando por impulso e buscando não sei onde o melhor jeito de te dizer mais uma vez ‘obrigado’. Roubamos de nós mesmos a chance da última ligação e, sem voz, o coração sufocou um cadinho de palavras, ficou faltando eu te dizer algumas coisas. Todas elas imensamente boas. E sinto que todas elas, você merecia ouvir. 

Obrigado por ter sido cuidadoso e bom na medida com esse ser aqui, reprovado tantas vezes na matéria de relacionamentos. Isso é algo que eu tenho falado a todos que me perguntam de ti. Você foi excepcional do início ao fim. E eu faria tudo de novo! Porque se estou saindo de um relacionamento contrariando as estatísticas – que tentam provar por A + B que terminar é sofrer -, sem mágoas, agonias e tristezas, a culpa é toda nossa. Estou feliz, apesar desse leve incômodo que, segundo minha terapeuta, implica o luto temporário. Lembrar você me alegra o peito. 

Sei que não controlo coração alheio, mal dou conta do meu, mas eu espero sinceramente que você esteja sentindo algo parecido por aí. Caso não, desculpa. Tentei ser o melhor e o melhor que pude te entregar, eu entreguei. Do meu livro preferido aos beijos mais apaixonados, absolutamente tudo. Não tiro uma vírgula do que te falei naquela quarta-feira de cinzas, saindo da lanchonete, fazendo o percurso contrário do carnaval no seu carro, você segurando minha mão e prevendo algo que ainda me era completamente alheio… Você se lembra? Eu, sim: comigo, com seu ex, sozinho ou com qualquer outra pessoa, você merece conjugar o verbinho do amor do jeito mais leve. Você merece ser muito feliz. 

 Isso que eu te disse naquela noite e eu acredito em cada palavra até hoje. Nada mudou. E eu sou grato demais por você ter me escolhido pra te dar esse amor e receber tanto em troca. O amor permanece aqui comigo, você sabe. Vai modificar um tantinho nos dias que vão chegar, mas tudo bem, faz parte. 

Até um dia!

https://www.instagram.com/cacosmetaforicos/

Um comentário sobre “Cartas do Fim

Deixe uma resposta para Ale Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s