Agora

 

tumblr_msbadc4w1j1qfji2jo1_500

 

‘As coisas talvez melhorem.
São tão fortes as coisas.
Mas eu não sou as coisas e me revolto.
Tenho palavras em mim buscando canal,
são roucas e duras, irritadas, enérgicas,
comprimidas há tanto tempo,
perderam o sentido, apenas querem explodir’.

Carlos Drummond de Andrade

 

Hoje a saudade é qualquer coisa vagando entre a música no volume baixo e um sentimento amargo. Tem o tamanho do nosso quarto escuro e sujo. Feito sob medida para o vazio instalado entre teu arrependimento e o meu telefone mudo.

Hoje, meu amor, a saudade é qualquer coisa pairando entre mil tentivas de te resistir. É o nosso presente apressadinho, que virou passado antes do tempo e a gente nem viu. Serão sempre as letras daquela história que deixamos pela metade e que engavetamos antes de alguém ler.

Mas hoje a saudade, embora insistente, morre assim lentamente. Enquanto a vida teima em não parar, ela pega outra rua, segue teus passos que vão longe e toma outra direção.

Hoje, a saudade dorme embalada por todas aquelas palavras que eu nunca disse e mesmo assim tu deduziste. Mas só por hoje. Amanhã, eu espero que ela não volte mais.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s