A primeira carta

 

tumblr_mxb10mL5LU1r60h5mo1_500

 

‘arrumei a casa, preparei o coração
esperando sua chegada tão sonhada
vesti o melhor sorriso, espalhei pelo chão
o perfume da rosa mais enfeitada pra te
colorir e te cobrir de bem querer’.

Saulo

 

Eu seria injusto se não falasse de ti para os meus versos, se eu te trancasse pelo lado de fora, impedindo qualquer conversa entre vocês. Sei que não me perdoariam, caso isso acontecesse. Não tu, eles.

Estiveram aqui por tanto tempo, mesmo depois de inúmeras histórias equivocadas, que agora me sinto no dever de dar uma trégua e algumas outras linhas para que preencham sorrindo, contentes pelas cores novas que, mesmo sem querer, ao meu mundo tu deste.

E o motivo, se finges não saber, eu te digo: é que esses versos, que tantos casos interrompidos já testemunharam,  só agora me veem de sorriso e coração largos, perambulando por aí à procura do melhor modo de dizer que meus últimos dias têm sido como um feliz domingo de carnaval.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s