Objecto Quase

 

tumblr_mry21hvH8g1r82dbgo1_500

 

‘Serei sempre o que não nasceu para isso;
serei sempre só o que tinha qualidades;
serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta
ao pé de uma parede sem porta,
e cantou a cantiga do Infinito numa capoeira,
e ouviu a voz de Deus num poço tapado.
Crer em mim? Não, nem em nada’.

Álvaro de Campos, em Tabacaria.

 

Eu já quase estive lá.
A dois passos e outras milhas
do que pensei ser nosso melhor fim.
Mas assim, muito perto. Quase ao ponto.
Quase ao extremo do lado bom e coisa e tal.

Eu já quase parti minha vida ao meio
só pra caber melhor na tua.
Já quase fui dono de tudo.
Da minha vida. Do teu mundo.
Eu já quase fui muito feliz.
Faltou isso aqui. Sério, um triz!

Já estive muito perto do completo
e por tão pouco não fui absoluto.
Já quase te chamei pelo nome.
Você quase existiu.
Nós já quase fomos além.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s