(In)diferentes

 

tumblr_lz14yllofb1qcnhm8o1_500

 

Como pode a vida sexual dos outros ocupar tanto os teus pensamentos e as tuas preocupações? Embora possa não parecer, não, tu não precisas ter opiniões e julgamentos acerca daquilo que não queres usufruir nem do que não deveria fazer a mínima diferença no teu modo de vida. Se a tua curiosidade se baseia apenas na necessidade de ter o que falar, opinar ou acusar, ela já começou errada, perdeu todo sentido e não vai te fazer bem. Acredite, o mundo vai continuar a girar se tu não emitires os teus discursos, nadinha vai mudar de lugar.

Não que seja incômodo o ponto de vista contrário, as crenças e convicções que permeiam os pensamentos que não se assemelham aos meus, de modo algum. A chatice consiste no fato de tu continuares achando que um conceito e uma verdade anula a outra e que é impossível estar e ser diferente. Não menosprezes assim a coexistência, logo ela, tão palpável, tão prestativa, tão benéfica. Cara, milhões de pessoas ainda conseguem viver sem o aval de quem quer que seja, elas conduzem bem a vida que levam, independente do que defendem os teus princípios e a tua educação. Vivem sem se preocupar com o deus que tu serves, com o que tu fazes com o teu dinheiro, com quem tu andas e com quem tu te relacionas, porque tudo isso nunca vai ser fator determinante de personalidade e caráter de nenhum deles. E só por isso são livres. Só por terem essa consciência, é que eles não questionam a tua sexualidade, tuas doutrinas, teus amores e vivem felizes.

E se cabe aqui um conselho: faça o mesmo! Indague menos, prossiga teus caminhos com os fragmentos que cada um QUER e PODE te oferecer, sem cobrar nada além disso. Sejas paciente e bom. Sejas, sobretudo, sensível e permissivo com as diferenças, vem delas a substância primordial pras nossas relações e pra todo e qualquer convívio saudável.

 

Anúncios

Um comentário sobre “(In)diferentes

  1. O preconceituoso é um tolo, que entende tão pouco de amor quanto de semântica, pois despreza o diferente mas lhe nega o direito de ser igual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s