O Mínimo

Foto: Fabíola Lourenço
Foto: Fabíola Lourenço

Num dia diminuem os círculos. Reduzem-se os braços, sorrisos, abraços. Noutro, as pessoas e os apoios. Ontem um, hoje dois, amanhã, sabe Deus! E quando tu vês, nos dedos já se contam todos.

Num dia tu desaprendes a receita do exagero. Noutro, tu entendes que filtrando as sobras, fica o essencial, o necessário. A parte mínima que inspira, quase nada, porém tudo.

Anúncios

Um comentário sobre “O Mínimo

  1. num dia as pessoas vêm e bagunçam tua rotina, tua saudade e tuas certezas. noutro, tu sabes que é do lado dessas que tu queres ficar. brigada ♡

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s