Carta Aberta ao Twitter

Twitter,

Precisamos conversar. Pra começar, não me venha com aquelas suas perguntinhas idiotas do tipo “What’s happening?”, “what are you doing?”, nhem-nhem-nhem e mi-mi-mi, que você sabe muito bem do que se trata. E outra, sem aquele papinho de DR por DM, por favor, porque o que eu tenho pra lhe dizer precisa ser dito em muito mais do que 140 caracteres, viu? Bem, o fato é que, mesmo com todo mundo achando que nosso amor é ainda o mais bonito da cidade, ando meio descontente com essa nossa relação, sabe? Sim, teve boatos de que estávamos bem, na melhor, eu sei, mas PORRÃN, nada é como antes, parece que tudo baleiou, entende?

Poxa, hoje fiquei relembrando da época em que nos conhecemos, quando todos nossos amigos-em-comum faziam a mesma propaganda: “Ah, ele é legal!”, “O Twitter é divertido, interessante, bonitinho, você vai gostar…”. E eu, cansado daquela minha vidinha monótona com o Orkut, resolvi ceder. Aí veio o nosso primeiro contato, o meu primeiro tweet, os nossos links e seguidores… Ah, Tudo lindo. Só sei que antes mesmo do primeiro RT eu já estava dependente, envolvido nesse seu mundinho de hashtags, trend topics e follow-fridays. Fui gostando, fui ficando, me viciando e quando vi a coisa já tava séria. E apresenta pros colegas, leva pra jantar com a família, leva pro cinema, pro shopping, pra praia… Putz, não nos desgrudamos mais.

Não vou mentir, Twitter, me divirto bastante quando estamos juntos, perco a hora envolvido com esse seu empenho em me fazer conhecer, descobrir, sorrir e até me emocionar. Mas é que tem o outro lado, compreende? Eu queria que você entendesse que todo relacionamento é uma via de mão-dupla e enquanto você se envolve com outros milhões de usuários, também persuadidos por esse seu discursozinho de rede-social-do-momento, tenho todo direito de clicar no “Sign Out” de vez em quando, pra viver outras paixões, por sinal, bem menos possessivas que a sua.

Acho que já lhe dei provas suficientes pra você acreditar que eu sempre volto, não? Aliás, em dois anos, você acompanhou de perto minha felicidade ao me graduar e a minha tristeza ao sair da universidade, minhas viagens, minhas frustrações, minhas paixonites por followers de avatares todos bonitinhos, meus devaneios, meus sonhos, até meus memes idiotas. Temos uma história, portanto.

Mas, caramba, parece que nem ela consegue lhe libertar dessa sua insegurança besta. Tem que ver isso aí, olha, porque eu já nem sei #comolidar. E é por causa dessa sua insegurança maldita que chegamos nessa discussão, assim pra todo mundo ler. Se amanhã vai tá todo mundo comentando em blogs, sites e afins não tô nem aí. Logo, logo vem outro post e eles já esquecem desse aqui.

Agora, de uma vez por todas, é a última vez que vou falar: Conscientize-se de que eu ainda tenho uma vida offline, querendo você ou não, e ela não combina em nada com esse seu ciúme doentio. Sim, ainda tenho amigos sem arrobas, de carne e osso. Tenho outros amores não-virtuais e ainda me atraio pelo tato, pelo cheiro e sabor, coisas que você não consegue me proporcionar. Isso sem falar nas minhas manias, hobbys e gostos que você finge ignorar, mas que já me motivavam antes mesmo de você existir, tá?

Portanto, repense suas antigas promessas de relacionamento aberto e aprenda a respeitar o meu espaço, antes que eu arrume minhas malas e vá embora, viver numa distante e isolada colheita feliz. Porque antes forever alone que mal acompanhado, rum. Outra coisa: Alguém pra me curtir e cutucar é o que não vai faltar. Ah, falei. Pare de me sufocar e me deixe respirar. E-U P-R-E-C-I-S-O V-I-V-E-R (não, não é o meu jeitinho, tô gritando mesmo!), ok? E antes que você venha novamente me iludir, com dezenas de followers, centenas de retweets. favorites e milhares de declarações de amor, disfarçadas de mentions, devo dizer: Twitter, me deixa viver ou unfollow em você.

Com amor,
@pettersonfarias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s